Fale conosco: 11 5532.0268

A combinação de partículas de gorduras e condensados de óleos inflamáveis conduzidos pelo sistema de exaustão de cozinhas, associada ao potencial de ignição dos equipamentos de cocção, resultam em um risco maior de incêndios do que os normalmente encontrados em sistemas de ventilação.

Portanto, deve-se prever aspectos construtivos e adotar-se medidas
preventivas e de proteção, para assegurar confiabilidade ao sistema e segurança à comunidade e às edificações.

Para evitar incêndios a Arwek® oferece acessórios e instalação de sistemas de proteção e combate a incêndios para cozinhas profissionais.

Nossas coifas já vêm prontas para receber o sistema de prevenção contra incêndio, facilitando assim sua inclusão antes ou depois da instalação e seus filtros são projetados para diminuir o risco de incêndio.

A segurança contra incêndio deve ser obtida através de medidas de prevenção e de medidas ativas e passivas de proteção, aplicáveis ao sistema de exaustão mecânica e aos equipamentos de cocção.

Medidas de prevenção de incêndios são aquelas destinadas a minimizar os riscos de ocorrência de incêndios no sistema de exaustão e nos equipamentos de cocção, e compreendem: arranjos e construções físicas normalizadas, equipamentos estáticos e dinâmicos de extração de gordura, equipamentos de cocção normalizados, conscientização e treinamento dos operadores, manutenção preventiva e corretiva.

Medidas de proteção contra incêndios são aquelas destinadas a minimizar os danos decorrentes do incêndio, impedindo sua propagação para outros ambientes e propiciando a possibilidade de sua extinção ou auto-extinção. Subdividem-se em medidas ativas e passivas de proteção.

Executar obras de instalação de sistemas de combate às chamas é procedimento comum em muitos tipos de estabelecimentos e edificações, já que toda construção pode estar sujeita ao surgimento de fogo.

No entanto, existe locais onde essa probabilidade é maior, como as cozinhas profissionais e restaurantes, e por isso necessitam de instalação de sistema de combate a incêndio na coifa conforme a norma IT 38 do corpo de Bombeiro.

Bem adequada a esses locais de trabalho, a instalação sistema de combate a incêndio abrange a coifa, o duto e os eletrodomésticos que ficam abaixo da coifa em si.

A Atmos Ambiental®, especializada em fabricação de equipamentos de exaustão e despoluidores de ar, tem como missão ao cliente o que há de mais moderno nesse ramo, disponibilizando o material para instalação sistema de combate a incêndio para coifas profissionais.

O sistema é feito à base de acetato de potássio, que é um agente umectante, específico para incêndios que possuem como combustíveis, óleo e gordura animal ou vegetal e fundamental na instalação sistema de combate a incêndio coifa. O uso desse agente umectante para o processo de instalação sistema de combate a incêndio coifa está ligado ao fato de produzir um efeito de saponificação ou resfriamento, dois resultados eficazes contra incêndio por gordura ou óleo de cozinha. A instalação sistema de combate a incêndio coifa prevê o uso desse material também por ser fácil de limpar após a extinção das chamas, por se tratar de cozinha e alimentos, há necessidade de extrema limpeza no local.

Quando o incêndio é iniciado, a rede de detecção acusa o ocorrido. A instalação sistema de combate a incêndio coifa prevê um módulo de acionamento que interrompe a passagem de gás e eletricidade para os equipamentos da cozinha. Faz parte da instalação sistema de combate a incêndio coifa ainda, possuir um mecanismo que dispara o agente umectante dentro da coifa, dutos e eletrodomésticos, quando acionado detector de incêndio.

Todo esse processo de instalação sistema de combate a incêndio coifa permite a ação imediata do agente de supressão e com isso, a extinção rápida e eficaz do fogo, além do resfriamento do ambiente.

O combate ao fogo de origem gordurosa, como aquele produzido nas cozinhas industriais, necessita de duas etapas, quando a instalação sistema de combate a incêndio coifa é bem realizada: extinção das chamas e resfriamento dos aparelhos.

Saiba mais sobre Prevençãos de Incêndios em Cozinhas Profissionais

Agentes Extintores

Saponificante: 

Este é um sistema desenvolvido para funcionar de maneira autônoma e automática na detecção e supressão de incêndio em cozinhas. O agente extintor desta solução é aquoso de sais orgânicos que apagam o incêndio através da saponificação que ocorre quando o agente entra em contato com o óleo ou gordura em chamas.

É o recomendado para uso em cozinhas profissionais

 

CO²: 

O Dióxido de Carbono é um gás incolor, inodoro e eletricamente não condutivo que atua na extinção de incêndios mediante a criação temporária de uma atmosfera inerte, reduzindo a concentração de oxigênio, na área onde é aplicado, para níveis inferiores a 15% inibindo assim a possibilidade de combustão da maioria dos materiais. Sua aplicação pode ser efetuada através de sistemas fixos, para aplicações de inundação total e localizadas, ou por meio de extintores portáteis. 

Classes de incêndios e seus extintores

Obs.* Existem as classes “K” e “F” que são utilizados em cozinhas estas classes são iguais. A diferença é que a classe K (USA) e Classe F (Europa)

Nós já sabemos que os materiais combustíveis possuem características diferentes uns dos outros, e que, portanto, queimam de maneiras distintas. Conforme o tipo de material gerador do fogo pode existir até cinco tipos diferentes de classes de incêndios. Tão importante quanto saber identificá-las é saber quais os motivos que levam a esses incêndios e, principalmente, quais tipos de extintores são recomendados, para cada um deles.

Começaremos pela classe de fogo “A”, que é determinada por incêndios em materiais sólidos combustíveis, que queimam em profundidade e extensão, deixando resíduos, como o papel, tecido, algodão, borracha e a madeira, entre outros. Para combater esse tipo de fogo, o agente extintor mais adequado é a água, que tem a capacidade de penetrar e resfriar o ambiente. Para isso, deve-se fazer uso dos extintores de incêndio portáteis carregados com água.

Os fogos de classe “B” enquadram os materiais em líquidos inflamáveis, que também queimam em extensão (somente em superfícies), mas que, normalmente, não deixam resíduos. Fazem parte desse grupo o óleo, a gasolina, o querosene, graxas, tintas e álcoois, em geral. Nestes casos o incêndio pode ser combatido com extintores de pó químico seco BC ou ABC, extintores de gás carbônico (CO2) e ainda com extintores de espuma mecânica, caso o incêndio não seja tridimensional (ex: liquido sob pressão, gás, derramamento em gravidade, etc.).

Já os pertencentes à classe de fogos conhecida com “C” englobam incêndios em equipamentos elétricos energizados, como máquinas elétricas, quadros de força, transformadores, computadores ou qualquer que seja o material de uso em aplicações de energia elétrica. Tanto o extintor de pó químico seco a base de bicarbonato de sódio ou potássio, (BC) ou fosfato monomaníaco (ABC), quando o extintor de CO2 é adequado para combater este tipo de incêndio.

Constituído de metais pirofóricos, que inflamam facilmente, quando fundidos, divididos ou em forma de lâminas, como o potássio, o magnésio, o titânio, o lítio e o sódio, entre outros, os fogos de classe “D” tendem a apresentar comportamento diferente dos demais fogos, uma vez que os materiais que os provocam formam uma espécie de reação em cadeia durante a combustão, dificultando a sua extinção por métodos convencionais. Para estes riscos devem ser utilizados extintores especiais carregados com pó químico classe D adequado para cada tipo de metal.

Por último, os incêndios de classe “K” ou “F” representam uma classificação recente de tipos de fogos, mas, nem por isso, requerem menos atenção. (Fazem menção aos incêndios em cozinhas industriais e comerciais, que envolvem produtos e meios de cozinhar, como banha gordura e óleo) e são uma das principais causas de danos materiais e vítimas, fatais ou não, por ser um dos tipos mais resistentes de fogos já registrados.

Na linha dos sistemas portáteis, apenas extintores classe K tem compatibilidade com a instalação sistema de combate a incêndio em coifas.

Atmos_Extintor Classe K
Extintor portátil

Orientamos que o cliente interessado na instalação sistema de combate a incêndio coifa, a saber, que somente os extintores classe K são capazes de um ataque mais eficaz ao fogo propagado em cozinhas profissionais.

Todos os nossos produtos atendem à Norma ABNT NBR 14518 que dispõe sobre as melhores práticas para instalações de Sistemas de Exaustão para Cozinhas Profissionais

call-center

Solicite um orçamento

Os campos marcados com * são obrigatórios.

As informações corretas agilizam nosso atendimento

[inbound_forms id="57" name="Orçamento Profissional"]

Arwek - Atmos Ambiental - Aletron
Arwek - Atmos Ambiental - Aletron
Arwek - Atmos Ambiental - Aletron